Sign in

Sofia Duarte

The alarm clock rang, I don’t want even to look at the time. It’s April 1 st. No! I want to skip this day. Can I get drunk and just sleep through the day? I feel woozy, maybe I’ve drunk too much with my friend last night.

Just think about it. Do we have to celebrate a lie when the world is full of corruption and mischievous people? I don’t know what makes this day so special. Every day seems like a lie to me.

And here I am, trying to get dressed to go to work. I am a…


Quase que consigo ouvir a tua voz sobre a minha pele,

Como se a tua ausência se diluísse

E os teus lábios me encontrassem novamente a felicidade.

Acorda-me, com carinho.

Deixa que o meu pesadelo seja apenas um carimbo

De um passado que só existiu pelo meu sonhar.

Sinto-te tanto que meus olhos não querem acordar.

Encontra-me neste abismo escuro

E volta para mim, faz-me relembrar

Aquelas manhãs em que a tua voz me levantava.

Acorda-me. Faz-me de novo sonhar.

Olhos fechados, molhados.

São essas as minhas manhãs.

Minha voz enrouquece,

Meu coração enlouquece.

Aguardo-te pelo meu acordar.

Por onde andas, coração?

Será que irás divagar

Pela eternidade dos meus sonhos

E nunca mais voltar?

Acorda-me, com cuidado.

Acorda-me com um beijo bem dado.

Que a saudade embala-me neste acordar.


O primeiro passo para seguir em frente é perceber que o que acontece no dia de hoje não é mais o passado que existiu ontem. As pessoas que pensamos existir foram apenas pequenas ilusões provocadas pela nossa mente ou circunstâncias que nos rodearam.

Perceber que as nossas emoções do passado foram reais e que o nosso dia de amanhã só pode ser criado pelo que sentimos e desejamos reviver é o mais importante.

‘Desligar a ficha’ pode parecer tão complicado e complexo para um simples movimento — e realmente o é. A confiança ganha-se com o tempo e a sabedoria…


Today is the day that my heart

Went on fire and it had broken apart.

Today, the day our love was rebounded.

It was so great, so cruel, so real.

My soul melted on my heart

And we went free, we’ve died.

Our love had made me see the truth,

I’m the Fenix of oblivion.

Once I’m free for life,

I’ll love you, it’s true.

Now that I’m dead inside

You live through me.

Today was the day our love

As made me who I am.

A warrior of love, a star…

Your love shines within me.

I’m your new heart,

Your soul made me strong.

Missing you made me cry,

Loving you made me live.

Our love will last forever!

You’ll last always in my soul. I love you.


Some storms are harder, but we can survive!

The first step to moving on is to realize that what happens today is no longer the past that existed yesterday.

The people we thought existed were only small illusions brought by our mind or circumstances around us. Realizing that our past emotions have been real and that our day of tomorrow can only be created by what we feel and wish to get is the most important.

‘Disconnecting the plug’ can seem so complicated and complex in just a simple move — and it really is.

Trust is gained over time and wisdom comes when we risk enough to…


A cada sorriso meu

O teu existir permanece vivo.

O meu coração quente te sente,

A minha voz doce te chama.

Sou tanto por ti,

Tanto me perco dentre o nosso amor…

Hoje, no pior dia,

Quando os vinte e um anos chamam

As lágrimas da saudade

Que se perdem dentre dedos

Perdidos na memória de ti.

Somos de um amor tão forte,

Tão vivo! Houvesse a máquina do tempo

Para que o nosso contratempo acabasse.

A saudade cresce, o tempo passa,

Desejei tantas vezes que tudo ficasse…

Porém, o nosso amor viveu

Na neblina de um D. Sebastião

Que aquece a esperança mas esquece

Esse acontecer dos dias que não virão.

Amor de saudade e calor,

Amor que arde sem ardor.

Amor para sempre.


Pé ante pé eu te procuro,

Diante daquela montanha onde marcho

A cada novo levantar e cair do sol.

Quem serei, não o sei.

Talvez sombra caída das sombras da noite

Ou apenas objeto iluminado pelo sol.

A cada dia o sol morre e nasce,

A luz se transforma em lua pela noite escura.

E, sem minha alma, vou caindo pela colina da vida.

Sou ser que se procura no oceano das emoções.

Vida que vai, e não se desmente.

Um clamar que tanto ama, tanto se mente

Numa tentativa de deixar o mar afogado,

Daquelas mágoas e obscuridades de…


O terrário é como a felicidade, tão pequena e que permanece sempre ali: basta nós querermos abrir a rolha e deixar que o aroma nos inunde e inspire! Belo texto, faz-me lembrar um pouco a Alice e o seu país das maravilhas.


Recordo-me como se fosse hoje — e é hoje! Os meus braços tentavam, sem sucesso, sair daquele mar que me puxava. Nós sempre pensamos que só os outros é que são levados por ele. Porém, hoje, foi a minha vez.

Gritei enquanto os meus pulmões não se encheram de água e o meu corpo não perdia as suas forças. Até, que num breve momento, cedi. Tornei-me que nem um pequeno saco do lixo abandonado à beira mar e levado pelo universo para o fundo. Tudo em mim virou escuridão. Eu estava pelo meu fim.

De uma certa forma o meu…

Sofia Duarte

Just a word’s lover. Dreaming about new worlds. | Uma amante de palavras a sonhar novos mundos. www.buymeacoffee.com/allsofiaduarte

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store